7 de set de 2014


Se encontrar sua chiquitita não a deixe ir


Quem tem seus vinte e poucos anos, com certeza se rendeu aos encantos de umas orfãzinhas lindas e de uns gatinhos espertos em Chiquititas. A novelinha Brasileira gravada na Argentina que foi celeiro para vários talentos e é uma das novelas mais longas da televisão até os dias de hoje. A novelinha passou de 1997 á 2001 pela primeira vez no Brasil, atualmente no ar seu remake escrito por Íris Abravanel e ao contrário da primeira versão, está sendo produzido aqui mesmo no Brasil. Batemos um super papo com alguns desses que são parte das melhores lembranças da infância de muita gente (inclusive a minha). A primeira parte dessa viagem a nossa caixinha da lembrança, você confere agora.

Victória Rocha que interpretou a meiga Nádia, uma das mais novinhas da turma. Hoje uma mulher incrível, mais com o mesmo rostinho. Noiva, estudando, atriz . . . de Tupi, pro Mundo!!!

- Como foi o processo de seleção para o elenco de Chiquititas?

Victória Rocha - Bom, tudo começou quando me agenciei a uma agência de atores e modelos aqui de São Paulo. Na época morava em Tupi Paulista no interior de São Paulo. Uma cidade pequena e muito gostosa de se viver. Os testes aconteciam em São Paulo, ou seja, enfrentávamos (eu e meus pais) uma viagem de 8 horas, pois Tupi fica a 700 KM da capital. Depois de uma maratona de testes e muitas horas de viagens, veio a notícia de que participaria da novela! Lembro como se fosse hoje o dia em que recebemos a notícia.

- Como foi a experiência de morar na Argentina e atua numa novela que era transmitida no Brasil? Vocês tinha a curiosidade de saber o que o Brasil estava achando?

Victória Rocha - Foi uma experiência e tanto! Um novo país, uma nova língua, novos amigos! Eu, apesar de muito pequena, curtia muito! Acho que levava tudo como uma grande brincadeira, talvez uma grande brincadeira séria rs. Sempre senti e tive um grande carinho pela Argentina e pelos argentinos, fui muito bem tratada! Além de sentir saudades dos familiares e dos amigos que deixei no Brasil, senti muita falta dos meus bichinhos de estimação! rs Tinha vááááriiioo! rs Senti tanta falta que fiquei doente! Então meu pai pediu autorização para produção, para que pudéssemos ter um cachorrinho no apartamento, porque no prédio que morávamos não aceitam animais de estimação. Mas a produção conseguiu uma autorização. E com isso ganhei o Fluke, que ficou conosco durante 7 anos! A curiosidade de saber o que o Brasil estava achando era muito grande! Não tínhamos as redes sociais que temos hoje, o que são um maravilhoso feedback! As únicas formas que sabíamos do grande sucesso que Chiquititas se tornou, era por cartas, ligações telefônicas de familiares e pelo assédio que recebíamos nos aeroportos e nas ruas quando víamos para o Brasil! Eu tinha que ser carregada pelos seguranças! rs

- O que foi mais difícil no momento de encerramento do personagem e o retorno ao Brasil?

Victória Rocha - O mais difícil foi deixar todas aquelas pessoas queridas! Elas fizeram parte, assiduamente, da minha vida durante dois anos! E ir embora é de partir o coração! Mas meus pais sempre me deixaram claro que a Nádia não ficaria pra sempre na novela, que em algum momento alguém iria adota-la. O retorno foi ótimo! Sai quando a novela estava no auge, então o assédio era grande, voltei a morar no interior mas depois nos mudamos pra São Paulo.

- Como era a relação com os fãs? E hoje, 17 anos depois, o assédio continua?

Victória Rocha - Era uma relação deliciosa! vamos tentar fazer uma comparação? Imagina todos os seguidores do Twitter, do Instagram e as Likes do Facebook. Imaginou? Agora imagina todo esse carinho demonstrado em cartas, presentes e ligações? É incrível! A sensação de desenrolar uma carta com muitos metros é algo surreal! Com a ajuda da internet e das redes sociais esse carinho ainda continua, mesmo depois de 17 anos! Fico muito feliz quando alguém diz: "Você fez parte da minha infância!". Na rua é meio difícil as pessoas me pararem, algumas dizem que me conhecem de algum lugar, outras ficam apenas olhando... Acho que é porque mudei né? Apesar de muitos dizerem que só cresci, porque o rosto continua o mesmo! rsrs
- Qual o relacionamento com os ex integrantes da novela?

Victória Rocha - É uma relação de grande amor e carinho, sério! As vezes nós mesmos dizemos um pro outro: "Meu, obrigada por terem feito parte da minha infância!" rsrsrsrs Criamos um relacionamento tão forte e sincero que continua até hoje! E o Whatsapp ajudou muito a unir toda a galera de novo! Ahh se vocês soubessem o que conversamos naquele grupo! rsrs

- E hoje. Quais são seus projetos, o que tens feito?


Victória Rocha - Muitos pensam que depois de Chiquititas eu parei com a carreira artística. Isso está totalmente errado! rsrs Depois de chiquititas fiz outra novela, O Sonho de Luiza, onde eu era a principal. Foi um grande desafio e muito prazeroso! Depois fiquei durante muito tempo no teatro! Com muitas peças, comédias, infantis e musicais viajando por todo o país! Atualmente tenho conciliado a graduação em Arquitetura e Urbanismo com família, muay thai, projetos para voltar para a TV, noivado e peças de teatro! Aliás em Dezembro trarei novidades! Aguardem! Rs Tá bom vai, só uma dica! Serei a Deusa do amor e da beleza! AGUARDEM!


- Victoria, teatro ou tv, o que é mais gostoso fazer?

Victória Rocha - Não se pode fazer perguntas difíceis de se responder! rs Cada arte tem seu encanto. O feedback do teatro é muito mais rápido que o da TV, porém o alcance da TV é muito maior. Eu sinceramente gosto dos dois! Gosto de improvisar em cena, de chegar pelo menos uma hora antes da peça começar no teatro para me concentrar (A hora da caracterização é muito importante), do outro mundo que acontece nas coxias, do momento que toca o terceiro sinal, do momento em que acontece o blackout e as palmas surgem, gosto principalmente daquele friozinho na barriga que acontece toda vez antes de entrar em cena... Mas gosto também do desafio de decorar um texto pra hoje e para amanhã decorar outro, de descobrir o que vai acontecer com sua personagem junto com o público, de receber uma ligação da sua Avó, que mora no interior, dizendo que adorou a minha cena naquele dia, de ver os erros de gravações, de ficar o dia todo gravando uma única cena, de dar vida a um personagem diariamente, de parar uma cena por causa do barulho do avião rs... Tá vendo, não dá pra escolher um só! Rs

- Vick (olha eu fazendo a intima, rs!) você era uma das mais novinhas da turma, qual a melhor lembrança do tempo das Chiquititas?

Victória Rocha - Acho que a melhor lembrança é quando nós, Chiquititas, brincávamos de Chiquititas nos intervalos das gravações. Sério! Juro! Todo mundo sempre diz: "Nossa, nas brincadeiras eu sempre era a Mili". Pois é! Nós também éramos a Mili, na verdade brigávamos para ser a Mili! Rs! A única diferença era que tínhamos todo o cenário e figurino, transformando a brincadeira MUIIITO mais legal! Depois cada uma ia gravar sua cena, e nossa brincadeira continuaria no próximo dia!

Victória Rocha - Quero agradecer o carinho dos fãs e dos admiradores do meu trabalho! Vocês não tem ideia do quanto fico feliz ao ler cada mensagem!
É bom demais saber que até hoje a Nádia é lembrada por todos.
Continue nos acompanhando!
E "Se encontrar tua chiquitita, não a deixe ir!".
Chiqui-Beijooooss


Instagram: viickyrocha
Twitter: viickyrocha
Fanpage no Face: vrmidia


#CoisalindadeCinema #Chiquititas #1997 #Nádia #RaiodeLuz

0

0 comentários:

 
No Site da Nay - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo