12 de abr de 2015


Pin-ups, o movimento feminino da história.


Pin-up é como chamamos modelos com ar clássico, retrô, feminina e com uma postura provocante, porém com algo de ingênuo. Um forte atrativo na cultura pop.
Pin-up também pode se referir a desenhos, pinturas e outras ilustrações feitas por imitação a estas fotos. A primeira vez que o termo foi falado foi em 1941, onde frequentemente se via em calendários, fotografias e recortes, os quais eram produzidos para serem pendurados, que em inglês significa pin-up. Após isso, passou a serem produzidos em massa e é comum vê elas embelezarem de espetáculos pornô-soft a estúdios de tattoo e ensaios e estilos de famosos.





Betty Grable foi uma das mais populares dentre as primeiras “pin-ups”. Sex symbol, um de seus posters tornou-se onipresente nos armários dos soldados norte-americanos durante a Segunda Guerra Mundial. O gênero também deu origem a vários artistas especializados, tais como Gil Elvgren, Alberto Vargas, George Petty e Art Frahm.
É válido lembrar, que na época em que apareceram as primeiras pin-ups, era extremamente ofensivo para a sociedade que uma mulher usasse roupas provocantes e se deixasse fotografar seminua ou nua. Ou seja, pin-ups também é ousadia.



A expressão cheesecake é sinônimo de “foto pin-up”, a gíria significa “como um verdadeiro pitéu”.
Sem uma formalidade aparente, as pin-ups tem seu leve toque de erotismo, mas também se pode encontrar outros tipos de Pin Up's que são as mais "comportadas", porém utilizam um pouco do erotismo da pin-up.



Com o tempo, foi se estabelecendo um padrão específico. Pin-up passou a ser necessariamente uma mulher volup-tuosa e muito feminina. O termo deixou de se resumir a fotos: ilustrações de pin-ups passaram a ser utilizadas em estampas, quadros e na publicidade. Marilyn Monroe chegou a começar como pin-up. Surgiram ainda no século XIX, em cartazes de espetáculos e anúncios inovadores para a época. A exemplo disso, temos o cartaz que divulga o Moulin Rouge, no final do século XIX e início do século XX.

Cabelo vintage, pele alva, batom vermelho são algumas características. Gwen Stephany e Katy Perry adotaram o rótulo temporariamente, e outras acrescentam tatuagens à fórmula, como Pitty e a Kat Von D.




A cantora Amy Winehouse deixou um verdadeiro legado musical e icônico, seja por sua maquiagem pesada e cabelo volumoso, ou sua personalidade tão característica.



Mais que um estilo marcante, as pin-ups são símbolo de feminilidade e quebra de paradigmas históricos.

As pin-ups continuam representando um grande movimento feminino na história. Força, atitude e feminilidade são características marcantes de uma pin-up e de tudo o que ela representa.



Espero que tenham gostado. Essa pesquisa fiz no momento de estudo para prova de fotopublicidade. Achei super bacana.
Beijinhos da Nay 

0

0 comentários:

 
No Site da Nay - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo