12 de nov de 2015


Coluna do Masters – “O Fabuloso Destino de AméliePoulain”


Dançando a valsa da simplicidade, se entregando ao lirismo eminente, encontra a moça grandes aventuras observando e interagindo com o singelo segmento do dia-a-dia. Amélie não é uma garota comum, por ser quem é, merece todo amor possível. A dica desta semana conta sobre “O Fabuloso Destino de AméliePoulain” (Le Fabuleuxdestin d'AméliePoulain), história encantadora de uma mulher intrigante.
“Ela nunca soube estabelecer uma relação com os outros, quando criança estava sempre só. ”

Dica da semana...
Vivemos em busca de um sentido para a razão pelo qual viver. A vida consiste em um esquema semelhante ao jogo de quebra-cabeças, onde cada peça é de suma importância para a construção da obra final. Amélie Poulain é uma pequena garotinha solitária que busca consolo nas coisas mais simples da vida. Educada pela sua mãe, tratada medicamente pelo seu pai, a mesma vive isolada de outras crianças. O tempo se passa e a menina vira uma bela mulher que certo dia se depara com uma caixinha escondida no banheiro da sua casa. Lá encontrasse alguns segredos de infância do antigo morador do prédio. Amélie decide entregar o “tesouro” ao seu dono e dependendo da reação do receptor continuar fazendo boas ações para todos. Com o sucesso sentimental da entrega, ela decide fazer pequenas coisas para melhorar a vida dos que à rodeiam. Mesmo com tantas ações, a jovem ainda se sente solitária e acaba vivenciando um jogo em busca do amor.


Para quem já conferiu... (Contém Spoilers)
A simplicidade do dia-a-dia é completamente moldada pelo lirismo encontrado nos olhares mais distintos. É impressionante como este filme foi se completando com tantas coisas singelas. Desde enfiar os dedos nos grãos aos pensamentos questionadores de quantos casais sentem orgasmos ao mesmo tempo. Um grande resumo de vivencias que utiliza da linha do tempo para encaixar momentos peculiares.

Em sua construção, o filme carrega um toque sentimental que aborda diferenças agradáveis aos olhos. Cores intensas e bem trabalhadas completam o cenário harmonizando a trama. As melodias são tão deliciosas que sem perceber nos entregamos por completo ao momento, como se vivêssemos na história.

Interessante a abordagem para cada personagem, traz vida até mesmo aos menos importantes. A mistura de estilos, narrativa ativa e algumas montagens modificam o padrão cinematográfico simplificando e agradando ainda mais quem acompanha. Arriscado, porém foi uma jogada de sucesso.

Os quadros do homem de vidro chamam atenção para visão artística, mostram que devemos olhar obras além do físico mergulhando no sentimentalismo por percepção e interpretação.

É possível notar uma certa relação com a teoria do caos, pegada que agrega valor aumentando as possibilidades na trama. A mesma é constantemente mostrada, em especial a morte da princesa Daiana se relacionando com a descoberta no banheiro da Amélie.

Buscando melhorar a vida de todos sem pedir algo em troca, felizmente Amélie é recompensada com conselhos instigantes sobre oportunidades no amor. Fazer o bem sem esperar nada em troca é muito difícil, porém é gratificante ver a felicidade fluindo ao nosso redor.

Algumas mentiras foram contadas como as cartas para a mulher traída e abandonada. Mas é perceptível que mentiras nem sempre são ruins, tudo é uma questão de contexto e finalidade, mentir nem sempre é errado.

As singularidades nas tentativas de aproximação da Amélie com Nino são encantadoras, o comum se torna surreal, a vida toma o sentido místico, costumo dizer que “lindo mesmo é o mundo dos meus olhos”, creio que essa é a pegada, moldar o que todo mundo ver em algo surpreendente.


Informações:
Direção: Jean-Pierre Jeunet
Elenco: Audrey Tautou / MathieuKassovitz / Isabelle Nanty/ (...)
Gênero: Comédia
França / 2002 – 2h0min

Trailer:


Cenas do Filme...










Hélio Masters
Jovem estudante de publicidade e propaganda que se entrega aos diversos estilos buscando compreender a arte de viver.

4

4 comentários:

  1. Esse filme é cheio de peculiaridades, pequenos detalhes que dão uma sensação gostosa em quem assiste. Preciso revê-lo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só em ler seu comentário já sinto vontade de ver mais uma vez.

      É bom demais :3

      Excluir
  2. Esse filme é singular. É dificil resumir todas as suas características num único texto. Contudo, conseguistes traduzir bem os diversos sentimentos despertados por ele. Belo texto! Voilà! La vie quotidienne est simple et belle. Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Confesso que não foi nada fácil, mas é bem prazeroso falar sobre um filme tão belo.
      Agradeço o carinho e espero poder continuar com dicas tão boas quanto essa.

      Abraço Mestra o/

      Excluir

 
No Site da Nay - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo