5 de nov de 2015


Coluna do Masters – “O Leitor”


São infinitas as possibilidades para o ser que se entrega à uma boa leitura. Viver as mais distintas historias é uma oportunidade completamente extasiante. A dica desta semana é bem intensa, um filme de fortes emoções, algo a ser lembrado por muito tempo. “O Leitor” (The Reader)

Dica da semana...
Se entregar ao amor é completamente maravilhoso, porém o mesmo é cheio de caminhos que nos leva do caos ao paraíso em instantes. Michael Berg é um garoto de quinze anos que por acaso encontra uma mulher bem mais velhachamada Hanna Schmitz. Os dois se envolvem intensamente iniciando um relacionamento íntimo que vai além do carnal. Bem envolvido com toda a história, Michael se depara com o sumiço repentino de Hanna, o que lhe deixa muito preocupado. Vários anos se passam e Michael se torna um aplicado estudante de direito que presencia um julgamento para melhor aprendizagem da sua futura profissão. No local, todas as suas lembranças da adolescência vêm átona por causa de uma das rés de crimes cometidos por nazistas.


Para quem já conferiu... (Contém Spoilers)
É simplesmente um filme de fortes emoções, daqueles que você sente vontade de dialogar com a TVpedindo que algo seja feito.
Primeiramente o acaso, ainda me pergunto se foi muita sorte ou azar do Michael encontrar Hanna, pois ocorreu uma história intensa, porém destruidora mentalmente ao longo de tantos anos. Garotos sonham constantemente em realizar o ato sexual na adolescência, são duas vertentes de pensamentos que levam ao bom e ruim, certo e errado, mas a forma que aconteceu acabou que por influenciar duas vidas.
O filme enfatiza bem o lado da inexperiência entrando em contato com um universo totalmente novo. Um jovem garoto descobrindo os prazeres da vida a dois. Uma mulher experiente gozando dos benefícios de uma companhia distinta. O que parecia ser algo carnal, acabou indo muito além levando um envolvimento maior e marcante ao ponto de ser inesquecível. Vidas foram moldadas, unidas através de fortes laços, do amor físico ao literário, narrador e ouvinte, homem e mulher.
Para um leitor, é linda a cena onde Hanna cai aos prantos de emoção pela história lida. É de uma identificação tremenda, intimidade e admiração pelo que está escrito, o que foi passado. A vergonha de não saber ler toma o filme em partes, mas quando esclarecida chega a ser bem reflexiva e dolorosa para quem ver, afinal não nos damos contar do quanto magnifico é o ator da leitura.
É possível ver o quanto a justiça perturba com suas possibilidades, dilemas tomam conta dividindo bem opiniões.
Percebemos que Michael é trancado emocionalmente, que a infeliz morte de Hanna o libertou, abriu seus olhos para rever e melhorar sua triste vida.Notei um desabafo no fim, como se houvesse um esclarecimento que Hanna realmente prejudicou a vida de Michael e agora ele entendia tudo. Divido muita minha opinião com relação a esse relacionamento, por esse motivo costumo indicar este filme para quem quer ver algo realmente diferente.


Informações:
Direção: Stephen Daldry
Elenco:Kate Winslet / Ralph Fiennes / David Kross/ (...)
Género: Drama
EUA / Alemanha– 2009 – 2h3min.

Trailer:



Cenas do Filme:











Hélio Masters
Jovem estudante de publicidade e propaganda que se entrega aos diversos estilos buscando compreender a arte de viver.

4

4 comentários:

  1. Magnifico texto, Hélio. Deu vontade de ver. Já tá anotado pro fim de semana. Continuem com esse blog maravilhoso. =)

    Ass: Emerson Cardoso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradeço desde já mestre :D

      Espero que realmente goste desse grande filme.

      Abraço o/

      Excluir
  2. Queria fazer texto tops que nem esse.
    Bjo! Aguado sua visita no www.nemteconto.net

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rsrsrs... fiquei até envergonhado agora :3

      Grato :D

      Vou conferir também, obrigado pela força o/

      Excluir

 
No Site da Nay - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo