15 de jan de 2016


Coluna do Masters – “A Teoria de Tudo”


The Theory of Everything
Inúmeros são os questionamentos sobre as regras que regem a nossa existência. Condicionados a viver na dúvida, buscamos apoio nas mais diversas fontes para continuarmos o ciclo da vida inserindo um sentido próprio que sobressai ou mergulha na razão. Início o ano com uma dica sensacional, que mistura as artes exatas e humanas construindo possibilidades. Que o amor decifre “A Teoria de Tudo”.

Dica da semana...
Viver é um ato de coragem, encontramos grandes heróis nas causas mais distintas e inesperadas. Feliz daquele que se aventura depositando vida em seus dias, superando a existência através da essência. Intrigado com as distintas questões universais, o jovem astrofísico Stephen Hawking desenvolve uma série de estudos sobre o tempo enquanto vivencia um grande romance com Jane Wilde. Infelizmente uma terrível doença prejudica as suas coordenações motoras gerando grandes problemas físicos. Apesar de todas a limitações, a vontade de continuar vivendo sobressai ao tempo e a razão criando uma história surpreendente. (Produção baseada na biografia de Stephen Hawking)


“ Eles disseram dois anos. ”
Para quem já conferiu... (Contém Spoilers)

Mesmo com as grandes descobertas cientificas feitas ao longo do tempo pelo Stephen Hawking, o filme se trata de um grande romance em torno do seu primeiro casamento, visto que o livro base para este longa foi escrito por Jane, resumindo o lado cientifico, tornando assim um longa bem acessível para os mais variados públicos. A doença e os trabalhos vivenciados por ele acabam que separando as etapas do filme, elevando e diminuindo o ritmo da história constantemente.
Os opostos se atraem e assim nasce o amor. Interessante a pegada que mescla campos distintos como exatas e humanas, religião e ciência. Temos um acordo com base no amor, um influenciando o outro, se completando em suas diferenças, quebrando antigas rinchas e se adequando a condições emocionais. O lirismo é constante, o que nos faz perceber que a poesia flui de todos os lugares, basta observa de outro modo, sentir a magia acontecer, entender que a vida é mais do que conseguimos enxergar.
“Eles disseram dois anos”. A força da companhia, a importância dada, alguns filhos, prêmios, as tentativas em busca do sucesso resultaram em vários anos de vida, conquistas incalculáveis diante de tantos problemas. A grande jogada é mostrar que tudo é possível para quem deseja realmente vencer. Nada melhor que um exemplo real de que não devemos desistir, pois enquanto houver vida, haverá esperança.
Produção muito bem trabalhada, tanto em imagens, quanto em sons. Não mediram esforços para criar cenas épicas e marcantes, tornando a vivencia real em algo surreal, típico de romances literários. Atuação impecável de Eddie Redmayne trouxe um grande diferencial para a trama, realismo sobre a lastimável condição do físico, mesmo quando a movimentação do corpo era mínima, a interpretação ainda sim permanecia surpreendente.
Excelente filme, um romance memorável, indico para todos que pretendem ver algo inspirador e encantador.



Informações:
Direção: James Marsh
Elenco: Eddie Redmayne / Felicity Jones / Tom Prior / (...)
Género: Biografia / Drama
Reino Unido – 2015 (2h3min)

Trailer:




Cenas do Filme:












Hélio Masters
Jovem estudante de publicidade e propaganda que se entrega aos diversos estilos buscando compreender a arte de viver.

4

4 comentários:

  1. Eu não conhecia, mas eu acabei de anotar para ver kkk, parece incrível. Beijos.

    www.brendacaroline.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certamente não vai se arrepender, filme simplesmente tocante, espero que goste ^^

      Excluir
  2. esse filme é completamente encantador, chorei muito vendo também!
    a interpretação do Eddie Redmayne é perfeita, e com certeza mereceu o oscar!!
    ahhh, e essa reconstrução do casamento ficou linda e mt igual!!

    bjss
    http://artenonome.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Karoline Duarte, realmente eles não mediram esforços na arte de encantar. O casamento ficou muito semelhante ao real.

    ResponderExcluir

 
No Site da Nay - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo