2 de set de 2016


Resenha "Não se iluda, não" Isabela Freitas


"Em caso de dor, desapego por favor"

Isabela Freitas, escritora mineira que de uma forma natural, mistura a realidade com a ficção e torna isso sua marca registrada tornando uma das mais novas best-seller do país. A questão é que de um jeito divertido a autora compartilha em seus livros algumas experiências vividas que podiam ser na minha vida ou na sua, e ela conta tudo isso como se estivesse falando para as suas amigas, de fato, você.


Não se iluda, não segue o mesmo padrão do primeiro livro não apenas fisicamente. As histórias que se seguem mostram a forma com que Isabela lidou com novos obstáculos e como tirou aprendizado de cada um deles. Sentimentos e gostos de um jovem comum, a autora fala de inseguranças, imperfeições, amores platônicos, gírias, músicas, sonhos dos nossos dias tornando cada vez mais íntima essa relação. Assim como no blog e no seu canal do YouTube, Isabela Freitas nos permite aprender com seus erros, nos divertirmos com suas trapalhadas e descobrirmos que não estamos sós no mundo aos levarmos os tombos diários.
Coração fechado não se decepciona, mas também não se apaixona.
Para mim, este segundo livro mais teve o propósito de entretenimento se comparado às lições apreendidas no primeiro livro, que por sinal você pode encontrá-lo aqui no blog citado por várias vezes (deixarei os links abaixo a quem interessar). E isso, não o faz ruim, pelo contrário, nos mostrou que a Isa é muito mais que a "menininha" bem educada que trocou o Direito pelo Jornalismo, mas tornou-se escritora e até ganhou espaço no Fantástico.


Outro ponto que podemos destacar deste segundo livro, é a forma com que são mostrados seus posts no blog "garotaempretoebranco.com.br", onde através dele ela teve fama e conseguiu ser vista por uma editora para realizar seu sonho de escrever um livro. Mais uma vez, a mistura entre realidade e ficção. No mais, o livro é muito bom, e eu super indico. Tem reflexões que ajudam o leitor a aprender a se valorizar e escutar seu coração; a leitura é bem fácil e flui numa rapidez que se você não tomar cuidado termina em uma só tarde. Eu continuo não sabendo classificar essa série. Não é autoajuda, nem um romance, nem ficção, semi-baseado na realidade. Acho que é justamente o fato do livro ser uma mistura que o torna especial. Adorei!
Somos todas garotas em preto e branco procurando pelo lápis de cor certo.

4

4 comentários:

  1. Parabéns pelo texto Nay...e obrigada pela indicação! Adorei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mari sua linda, seja bem vinda ao meu cantinho!! Muito obrigada por seu carinho de sempre, fico feliz que tenha gostado da publicação.

      Beijo grande no seu S2

      Excluir
  2. AMEI a resenha, estou pensando em comprar o livro. Beijinhos e sucesso!

    Sthefanne - Perdi Meus Óculos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale muito a pena, tanto esse, quanto o outro! Que bom que gostou da resenha, volte sempre!

      Excluir

 
No Site da Nay - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo