31 de dez de 2016


Retrospectiva, promessas ou papo de ano novo!


Foi muita água salgada pra um ano só...

Pensei nesses textos bonitinhos para relembrar o ano de 2016, mas lembrar desse ano como bonito sempre vai ser difícil. Um ano marcado por lagrimas, tragédias, política cada vez mais desestruturada, educação e saúde precária, violência e corrupção cada vez mais em ascensão nos noticiários, fica difícil ser fofo nesse momento. Quanto a isso, o que nos resta é refletir, fazer diferente e desejar um ano melhor, vibrando energias e positividade as nossas crenças e universo. Se não for assim, nem o Chapolin irá nos defender.

Porém, ao contrario de alguns, me pequei refletindo no meu 2016 e no que quero lembrar-se dele. Desde junho, onde de fato o ano começou pra mim, um novo tempo de colheita me mostrando que o ano de fato daria certo ou que pelo menos encontraríamos esperança nele, repeti a frases de agradecimento inúmeras vezes, e pode crer, não foi em vão!!

Sentir de perto o carinho e o cuidado de Deus que sempre dá um jeito de estender suas mãos e colocar pessoas e momentos na nossa vida que dizem que vale a pena acreditar, a isso dedico especialmente a duas pessoas que fizeram diferença total nesse ano. Pâmela Moreira e Marina Alves, sem palavras pra vocês. Foi à intensidade de um talvez vivido da melhor forma possível. Nunca as pessoas saberão o real sentimento quando contarmos os trens que aprontamos, das vezes que ficamos perdidas, espirrando, na madrugada sendo achadas pela Dona Maria das rãs, pagando mico no elevador ou talvez fazendo a Adélia. Falar do Rio de Janeiro ou de sucos de laranjas meu bem, sempre serão com lembranças desses dias. E em falar nisso, quando nos teremos novamente? O mundo precisa disso e nós também!

Marina <3
Falando em amizade carinho e respeito, muitas outras pessoas chegaram nesse instante. Cada uma com seu jeitinho agregando detalhes e diferença em meus dias. A vocês, só aplausos e desejos que me ensinem e aprendam comigo muito mais. Alias, todos nos temos sempre algo pra aprender ou ensinar. A vocês Carolines, Elaines, Taianas, Arnaldos, Marcelles, Cecilias, Matheus, Isoldas, Julianas, Fabianas e tantas outras surpresas da vida o meu singelo e cheio de amor, muito obrigada.

Pamela e Juliana que venham novos rolezinhos no shopping

Pontos altos e baixos acontecem na vida de seres humanos? Sempre! Isso desde que o mundo é mundo e que eu me entendo por gente. Minha turnê de trabalho, preguiça, amor e descoberta em 2016 foram assim. Ao total de 60 dias longe de casa, descobrir novos amigos, novos lugares preferidos, um novo trabalho, uma nova família e o mais amado: um novo sobrinho.


Santa Tereza - Rio de Janeiro

Vista do Parque Ruínas - Santa Tereza - Rio de Janeiro

Mirante da Praça da Baleia - Rio das Ostras - Rio de Janeiro 
O que essa pessoa aparentemente "normal" faz ai?
Falando em novidades, novos planos, sonhos antigos saindo da gaveta, sonhos novos chegando, tijolos sendo colocados na construção de novas conquista. Alias, já que quem faz um ano bom pra gente somos nós mesmos, aproveitei o ano difícil pra preparar-me para o ano seguinte e assim não perder mais tempo, pois se tratando de tempo, que não esperar por você pra passar, com ele aprendi que não tem isso de ser tarde demais e se você quiser vai à luta. Após lutar internamente contra a timidez e ter uma inspiração interpretada e enviada por cinco crush estrelas, hoje o placo é algo que faz feliz. Não mais em platéia, mas em lugar de eterna aprendiz.

CIA Teatral Acontece - Peça Traianopoles 

CIA Teatral Acontece - Xô passa!

Não entendeu nada do texto? Não era pra menos! Minha vida é uma eterna confusão, imagina um texto de retrospectiva! O que eu quero dizer pra você depois de tudo isso, caso você ainda não tenha entendido, é que não a tempo tão perdido assim quando você se propõe a colocar pelo menos um sorriso no rosto e deixar a mente aberta para o novo chegar. Se não é tão novo assim, se recrie. Reinvente! As melhores coisas chegam quando não esperamos, e se estamos com os olhos fechados e de saco cheio de reclamações não veremos o “bom” chegar e realmente não terá motivos pra agradecer, certo? Errado! Agradeça pela tribulação, enxergue o que pode ser bom, aprenda com isso e veja e foque no lado positivo. Seja grato, SEMPRE! Ver só o lado ruim das coisas, não atrai nada de bom.

Desejo a você um 2017 cheio de lados bons, de gratidão, calma na vida e paz na alma. Sem promessas, sem cobranças, mas com conquistas, realizações e muito amor.

Seja o trevo de quatro folhas de alguém!
Seja feliz!
Feliz Ano Novo!


0

0 comentários:

 
No Site da Nay - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo